Zoológico Nacional de Santiago precisou abater dois leões para evitar que homem fosse morto

Dois leões tiveram de ser sacrificados no Zoológico Nacional do Chile depois que um jovem de cerca de 20 anos pulou em sua jaula em uma aparente tentativa de suicídio. O incidente ocorreu por volta das 11:30h da manhã de sábado (21).


O jovem tirou a própria roupa e pulou duas barreiras de segurança para se aproximar dos animais que, no início, brincaram com ele, mas logo começaram a atacá-lo. Um funcionário do zoológico reagiu com rapidez atirando contra o casal de leões. A cena foi presenciada por várias famílias que visitavam o local.

As informações sobre o incidente foram divulgadas pela diretora do zoológico, Alejandra Montalba, e Mauricio Fabry, diretor do Parque Metropolitano, onde fica a atração. Montalba lamentou a morte dos leões, mas disse que o funcionário agiu corretamente dada a situação de perigo para uma vida humana.

Segundo ela, sedar os leões não foi uma opção porque as substâncias usadas para isso levariam entre três e quatro minutos para fazer efeito, o que reduziria as chances do rapaz sobreviver ao ataque.

De acordo com as autoridades do zoológico, o jovem, que entrou na jaula dos leões pelo teto, carregava consigo uma carta de suicídio.

Testemunhas teriam dito a meios de comunicação chilenos que ele também recitou passagens bíblicas enquanto se dirigia para o encontro com os animais. O jovem está internado em estado grave em um hospital nas proximidades.
O Zoológico Nacional do Chile tem 90 anos de história e se estende por uma área de 700 hectares em Santiago do Chile, capital do país.

Últimas Noticias

Prefeitura realiza “Arrastão da 2ª Dose” a partir de segunda (25)

A Prefeitura vai realizar o “Arrastão da 2ª Dose”, para viabilizar que toda a população acima de 18 anos...