Teste nas redes sociais conscientiza sobre desigualdade de gênero

No Dia Internacional da Mulher, um aplicativo para usuários do Facebook vai alertar e conscientizar sobre os vários tipos de violência que mulheres do mundo inteiro encaram todos os dias.

Lançado nesta quinta-feira (8) pelo Governo do Brasil, o game é inspirado em uma outra ferramenta que fez sucesso na rede social em fevereiro deste ano e mostrava como seria a aparência física das pessoas se elas fossem do sexo oposto.

A versão especial para o Dia da Mulher, porém, funciona de forma diferente. Isso porque o resultado apresentado ao usuário não simula a aparência, mas a realidade que ele enfrentaria se fosse mulher, no caso dos homens; ou um homem, no caso das mulheres. Para participar, acesse: http://comoseriasuavida.com.

“A desigualdade de gênero no Brasil é latente. O governo não só se preocupa com isso como vem trabalhando para acabar com esse problema. E para chamar a atenção para essa causa, queremos instigar os brasileiros a se conscientizarem por meio dessa ação digital”, explica Wesley Santos, secretário de Comunicação Digital e Inovação da Presidência da República.

Como funciona?

Ao clicar no aplicativo, o usuário se depara com 20 resultados diferentes, 10 para cada sexo. Enquanto homens se deparam com resultados como “seu salário seria 20% menor” ou “você deixaria de usar uma roupa por medo de sofrer assédio”, as mulheres que fazem o teste recebem justamente o resultado oposto: “seu salário seria 20% maior” ou “você não deixaria de usar uma roupa por medo de sofrer assédio”, por exemplo. São temas que tratam de desvalorização profissional da mulher, o medo de assédio, agressões e outras situações que ainda são comuns no cotidiano feminino.

Relacionados