Guarda Municipal é acusado de abusar sexualmente da própria filha

A polícia Civil de Feira de Santana está investigando a denuncia contra um servidor municipal, que é guarda, acusado de abusar sexualmente da própria filha. O nome do funcionário não foi divulgado. Em nota enviada à imprensa, o comando da Guarda Municipal já está orientado a adotar as medidas internas cabíveis.

“É importante esclarecer que a instituição Guarda Municipal de Feira de Santana, uma das mais antigas do país no gênero, não compactua com qualquer tipo de procedimento que possa ferir a sua dignidade. Lamentamos profundamente que um integrante da corporação esteja envolvido em algo dessa natureza”, disse o secretário Mauro Moraes.

A jovem tem 15 anos, teteria confessado o abuso a uma senhora, após ter fugido de casa. A mulher levou a adolescente para a casa dela há cerca de 30 dias, e desde então vem cuidando da garota.

Na Delegacia, a garota revelou que os abusos começaram há dois anos. Ela morava com os pais e uma irmã, e há três anos a mãe faleceu. A irmã não quis ficar com o padrasto, e ela ficou morando só com o pai, que passou a abusá-la sexualmente, inclusive tirando a virgindade.

Segundo a polícia, o guarda municipal fazia da filha como se fosse sua mulher. Eles mantinham relações sexuais com uso de preservativos, e todas eram mantidas com violência ou grave ameaça. Ela era espancada e já foi ameaçada com arma na cabeça.

Últimas Noticias

Confiança da indústria registra sexta queda consecutiva, informa FGV

O Índice de Confiança da Indústria (ICI) caiu 1,7 ponto em janeiro, para 98,4 pontos, o menor nível desde...