Eleitor com título cancelado só pode regularizar situação após 2º turno

Os eleitores que tiveram o título cancelado por motivos diversos, entre eles a falta de recadastramento biométrico, só poderão regularizar a situação a partir de 5 de novembro, depois do segundo turno das eleições, conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Por 7 votos a 2, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, na semana passada, rejeitar pedido de liminar feito pelo PSB e suspendeu os títulos eleitorais de quem não realizou a biometria, nas localidades escolhidas pela Justiça.

Cerca de 3,4 milhões de pessoas não poderão votar nas eleições de outubro. Cerca de 54% deles estão em estados das regiões Norte e Nordeste do país. Já os que estão aptos a participar do pleito somam mais de 147 milhões, distribuídos pelos 5.570 municípios do país, bem como em 171 localidades de 110 países.

Quem quiser consultar a situação eleitoral, pode fazer isso no site do TSE.

Óleo de coco no cabelo? Fique a par dos benefícios

Não, por vezes não precisa de um produto inacessível para tratar do seu cabelo. Devido à sua capacidade de hidratar, nutrir e prevenir a perda de proteína,...

Prodetur Bahia conclui formação da rede de empreendedores da Baía de Todos-os-Santos

Uma live na noite desta quarta-feira (5) marcou o encerramento do Projeto Rede de Turismo da Baía de Todos-os-Santos (RBTS), que reúne mais de 200 empreendedores da...

Cursos de música do TCA abrem inscrições gratuitas para novas turmas em maio

No mês de maio, o Teatro Castro Alves (TCA) dá a largada de um novo ciclo dos cursos de iniciação ao universo da música sinfônica. O maior...

Com auxílio emergencial, poupança volta a captar recursos em abril

Após três meses de retiradas líquidas, a aplicação financeira mais tradicional dos brasileiros voltou a captar recursos. Em março, os brasileiros depositaram R$ 3,84 bilhões a mais...