Praças fechadas durante a pandemia são reabertas a partir de hoje (28)

Foto-Bruno-Concha-Secom

A partir de hoje (28), todas as praças da capital baiana estão liberadas para uso do público. Os espaços proporcionam atividades de lazer e contemplação para todas as faixa etárias, sem nenhum custo. Neste momento de distanciamento social, os espaços podem ser uma alternativa ao ar livre para se reconectar com a natureza e acalmar o níveis de estresse e ansiedade.

As praças da Piedade e do Campo Grande, que tiveram fechamento integral durante a pandemia, já foram reabertas. Elas possuem monitoramento contínuo da Guarda Civil Municipal (GCM), que busca a prevenção a violência e cuida da preservação do patrimônio público.

Apesar das praças distribuídas na cidade possuírem muitos recursos atrativos, como academias de saúde, anfiteatros e brinquedos para o público infantil, o presidente da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), Marcílio Bastos, ressalta que ainda é preciso ter cautela. “Foi liberada a circulação nesses ambientes, mas a prática de exercícios coletivos e o uso dos brinquedos e espaços infantis, além de roda de capoeira, missa e cultos estão proibidos”, destacou.

Para retornar aos espaços tendo cautela com a saúde, a Prefeitura orienta que os cidadãos devem manter o uso das máscaras e a distância mínima exigida de 1,5 metro, além ter sempre em mãos o álcool em gel para higienização frequente. Nas mesas de jogos só deverão sentar duplas, ainda assim respeitando o distanciamento recomendado.

Atualmente, Salvador possui mais de 400 espaços de convivência e lazer, construídos ou requalificados pela Prefeitura desde o início da atual gestão municipal, contando com itens de acessibilidade. A nova configuração desses equipamentos públicos proporciona atrativos para todos os públicos e garante ainda que estes momentos de descontração sejam mais frequentes na rotina.

Economia para a cidade – Distribuídos por todo o município, os equipamentos implantados nas praças são desenvolvidos e fabricados pela própria Desal, que fica na BR-324, em Porto Seco Pirajá, diminuindo custo, tempo e facilitando a manutenção das praças. Dentre as maiores praças entregues pela gestão estão a Lord Cochrane (Avenida Garibaldi), dos Dendezeiros (Ribeira), Benjoim (Caminho das Árvores), ACM (São Caetano), Largo do Tanque, da Bíblia (Avenida Ogunjá) e João Mangabeira (Barris).

A maior praça de Salvador, com 37 mil m², é a João Mangabeira. Inaugurada em março de 2017, o local tem um paisagismo atraente e tem como diferencial uma quadra poliesportiva e um campo de futebol com vestiário. Ao longo da gestão, alguns bairros foram presenteados com mais de um equipamento, como Boca da Mata, Pernambués, Castelo Branco, Cajazeiras, Subúrbio Ferroviário e Itapuã.

Pelo menos 80% das praças construídas ou requalificadas pela Desal estão em bairros carentes. Os espaços de lazer têm sido requalificados levando em consideração a história e características de cada comunidade.

Governador comenta polêmica de Fábio Vilas-Boas sem máscara em evento; escute

O governador Rui Costa comentou na manhã desta terça-feira (24/11) sobre a polêmica envolvendo o secretário Estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, que apareceu em um evento no...

Amapá: fornecimento de energia é restabelecido e rodízio, suspenso

Vinte e um dias após um incêndio em uma subestação energética de Macapá deixar 13 das 16 cidades do Amapá sem energia elétrica, a empresa privada concessionária...