Sob risco de perder mandato, Alden tenta se explicar e diz que confundiu Prefeitura com Governo

Após acusar parlamentares de receberem R$ 1,6 milhão da Prefeitura de Salvador e ser alvo de uma processo no Conselho de Ética, o deputado estadual Capitão Alden recuou estrategicamente. Isso porque agora é alvo de uma representação no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar e pode perder o mandato.

O bolsonarista, que foi acusado de não ter “qualquer responsabilidade e compromisso com a verdade”, conforme o líder da Oposição, Sandro Régis, disse em nota que “sua explicação foi equivocada”, pois usou o termo ‘prefeitura’.

“As palavras que deveriam ter sido utilizadas seriam ‘Governo do Estado’, pois ele estava se referindo às emendas impositivas que os deputados têm direito de indicar para as prefeituras das 417 cidades da Bahia, ou seja, não houve foco na fala a capital”, diz o comunicado.

Capitão Alden pode perder mandato e é chamado de representante da “má política”

Paulo Câmara chama Capitão Alden de “pessoa afetada”

Polícia resgata idosa mantida em cárcere privado em Ipirá

Policiais da Delegacia Territorial (DT) de Ipirá foram acionados por uma assistente social do município para resgatar uma senhora, de 90 anos, que estava sendo...

Segunda etapa da requalificação da Sabino Silva é iniciada

A Rua Professor Sabino Silva, uma das vias de acesso à orla de Salvador no trecho Barra/Ondina, será beneficiada com o início da segunda etapa das obras...

ONU pede investigação imparcial sobre operação no Jacarezinho

O Alto Comissariado da Organização das Nações Unidas (ONU) para Direitos Humanos, com sede em Genebra, na Suíça, pediu hoje (7) ao Ministério Público que realize uma...

Megaoperação em Tancredo Neves troca tiros com “bonde” e apreende mais de meio milhão em drogas

Por volta das 06h desta sexta-feira (07/05), na Rua Washington, foi deflagrada uma megaperação para combater uma quadrilha especializada em roubo a banco e tráfico de drogas....