Lídice diz que Dayane Pimentel é “vítima de uma campanha de ódio na web, comandada por milicianos”

“Minha solidariedade à colega deputada @deppimentel , que está sendo vítima de uma campanha de ódio na web, comandada por milicianos”, escreveu no Twitter a deputada federal e presidente do PSB na Bahia, Lídice da Mata, que é relatora da CPMI das Fakes News, sobre os ataques sofridos pela parlamentar baiana Dayane Pimentel, que esteve presente no ato contra Jair Bolsonaro, na Avenida Paulista, em São Paulo, no domingo (12/09).

A ação de Dayane no protesto irritou o filho 03 do presidente, Eduardo Bolsonaro. Por meio do Instagram, o parlamentar de São Paulo postou várias imagens da líder do PSL baiano. Em dos registros, Dayane aparece ao lado do presidente com um alvo no rosto e a frase “TRAIDORA NIVEL HARD”. Em outra publicação, Eduardo divulga o print de um site bolsonarista que exibe a foto da deputada com seu marido, Alberto Pimentel. A música de fundo traz a seguinte frase: “Ô trairá, quem age assim acaba na alça de mira”.

Também no Instagram, Professora Dayane Pimentel, que coordenou a campanha de Jair Bolsonaro na Bahia, disse que o ato representa “falsos conservadores”e questionou: ““cristãos e patriotas” de bem defendem?”.

“O filho do Presidente da República postando uma imagem minha com o alvo no rosto. Para vencer as eleições de 2018 eles diziam que iam combater bandidos, mas hoje eles querem combater mulheres comprometidas com o país. Na falta de ter do que me acusar (pois não tenho funcionários fantasmas nem sou adepta da corrupção e milícias) o que sobra é esbravejar o ódio em cima de mim. Mulheres, pais de família e religiosos que concordam com essa imagem servem ao caos. Essa claque não consegue aceitar que eu NÃO ME VENDO e que continuarei combatendo cada um deles dentro dos meus princípios éticos e morais. Tomarei todas as medidas cabíveis dentro da lei”, escreveu Dayane nas redes sociais.

Eduardo Bolsonaro ameaça deputada baiana Professora Dayane

Últimas Noticias