Prefeitura Municipal de Savaldor

CredSalvador contabiliza quase R$20 mi de crédito para microempreendedores

Próximo a completar um ano de implantação em dezembro, o CredSalvador encerrou a primeira etapa com resultado positivo. O programa contabilizou quase R$20 milhões em microcréditos, beneficiando mais de sete mil empreendedores na capital baiana.

Criado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), o programa ultrapassou a expectativa inicial, quando estabeleceu a meta de cinco mil beneficiários, funcionando como uma iniciativa inédita e modelo na concessão de crédito público. “As condições do CredSalvador atraíram os pequenos empreendedores, ao praticar taxa de juros abaixo do mercado, de 0,5% ao mês, carência de três a seis meses e parcelamento em até 24 meses”, avalia a gestora da pasta, Mila Paes.

De acordo com a secretária, novas solicitações estão temporariamente suspensas, mas o programa segue com o atendimento aos contratos já firmados, com a realização da etapa de análise para a liberação dos recursos disponíveis. A gestora acrescentou que a equipe da Semdec já realiza estudos para o início da segunda etapa do CredSalvador, no próximo ano. “Mas para que isso aconteça, é imprescindível que as parcelas dos atuais contratos sejam pagas de forma que o programa seja retroalimentado”, explicou.

Principais atividades – O CredSalvador foi financiado pelo Fundo de Crédito Emergencial de Salvador, para o enfrentamento dos impactos econômicos causados pela pandemia de Covid-19. O objetivo é atender ao pequeno empreendedor, que geralmente tem pouco acesso ao sistema financeiro de crédito tradicional, fornecendo empréstimos em condições acessíveis, para a quitação das dívidas e qualificação dos negócios. O acesso por via on-line também facilitou a aquisição, conferindo agilidade no processo, feito de forma automática, desde a solicitação, análise até aprovação do crédito.

O programa abrange um público formado por microempreendedores individuais (MEIs), microempresários e empreendedores informais. Mas foram os MEIs que mais requisitaram empréstimos, aplicando nas atividades de cabeleireiro/manicure (13,78%) e comércio varejista de vestuário (10,65%), fornecimento de alimentos (4,43%), comércio de mercadorias (3,66%), comércio de bebidas (3,82%) e bares e restaurantes (2,76%).

Pretos e mulheres – A maioria dos negócios está localizada na periferia de Salvador, sendo os primeiros da lista os bairros do Uruguai, Fazenda Grande do Retiro e Periperi, seguidos por Cajazeiras, Engenho Velho da Federação e Rio Sena.

A assinatura de 88,34% dos contratos de negócios é liderada por negros (pretos e pardos) e as mulheres também são maioria na tomada de crédito, responsáveis por 53,37%; os homens, 44,98%; e 1,65% não declarados. As mulheres, por sua, vez, contam com valor 10% superior na aprovação do crédito, em decorrência da estratégia de valorização do empreendedorismo feminino.

Prefeitura Municipal de Savaldor
Fundação Jose Silveira

OMS alerta para aumento de casos de sarampo no mundo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) voltou a alertar para o aumento de casos de sarampo em todo o...